As Novas Super Sanitas

Com estas sanitas, dotadas de funcionalidades de que nunca imaginou vir a precisar, vai ser difícil querer voltar aos WC comuns.

A canalização foi talvez a mais importante invenção na história da humanidade.

E as sanitas de porcelana, ou cromadas, que equipam a maior parte das casas de banho do mundo industrializado funcionam sem problemas. Enquanto a maioria das pessoas pensa “Em equipa que ganha não se mexe”, algumas empresas viciadas em engenhocas (especialmente no Japão) dizem “Porque não mudar?”

Mais de 72 por cento dos lares japoneses estão equipados com sofisticadas sanitas eléctricas de alta tecnologia conhecidas como super sanitas. Incluem no mínimo um acessório de bidé e o tampo quase sempre é aquecido.

Os acessórios hi-tech podem variar, mas grande parte das sanitas está equipada com funcionalidades de aquecimento, automação e bidé alimentadas a electricidade.

A Sanita Numi

A forma cúbica e angular da Kohler Numi, os seus botões discretos e o peculiar tampo automático fazem com que pareça tudo menos uma sanita.

Sanita Numi

A tampa activada por movimento abre automaticamente quando alguém se encontra diante da sanita, e é ainda dotada do que a Kohler designa de “funcionalidade avançada de bidé”: um secador de ar integrado.



O electrodoméstico vai além das funções normais de uma sanita e acrescenta ambiente. O tampo é aquecido e um ventilador discreto aquece o chão diante da base.

Possui ainda luz ambiente e um leitor de música. Um comando com ecrã táctil pode ser acoplado à sanita através de uma estação de ancoragem magnética, permitindo a personalização de todas as definições.

Sanitas Contemporâneas

No Japão, uma empresa chamada Toto é líder na criação de super sanitas. Quem já tiver ficado num bom hotel Japonês equipado com uma sanita Toto sabe que há muito que o Kansas ficou para trás.

Japanese Toilet

As sanitas Toto mais avançadas são vendidas apenas no Japão e as instruções estão somente em Japonês. A sanita Toto mais avançada que pode ser comprada nos Estados Unidos é a Washlet S300.

O tampo é aquecido e possui um acessório opcional de bidé operado por controlo remoto, com secador e esguicho de água oscilante.

 

Sanita W+W

A Roca W+W (lavatório + sanitário) utiliza tecnologia avançada amiga do ambiente.

w + w Toilet

A água utilizada para lavar as mãos e escovar os dentes no lavatório é filtrada e tratada com químicos, sendo depois reutilizada ao puxar o autoclismo.

Como resultado, gasta a mesma quantidade de água no lavatório mas nenhuma extra na sanita.

Remodelar a Cozinha (Parte II)

remodelação-cozinha-2

No seguimento da nossa edição prévia, “7 passos para começar a remodelar a sua cozinha”, aqui estão os passos restantes. Pode consultar os primeiros quatro passos aqui-

 

5º Passo: Especificação de acessórios e acabamentos.

 

Ao longo de todo este processo (provavelmente ainda antes), foi guardando fotografias de cozinhas que adorou em livros de ideias e pastas no computador. Encontrou o seu estilo: moderno, clássico, tradicional, rústico, ou algo pessoal com uma mistura de vários. Provavelmente já sabe se quer uma cozinha em branco, em madeira natural ou se prefere alguma cor.

 

Agora precisa de fazer a selecção final de acabamentos e acessórios. Geralmente estes incluem:

 

O tipo de estrutura, portas, acabamentos e cor dos armários.

O material das bancadas.

Frigoríficos e outros electrodomésticos.

Lava-loiças e torneiras.

Instalação eléctrica.

Pavimentos.

Etc…

 

6º Passo: Desenvolvimento do projecto e documentação de obra.

 

Esta é a fase em que é finalizado o projecto e em que são preparadas as últimas plantas, cortes, pormenores e, se aplicável, os desenhos de mecânica e de electricidade, planos de interruptores e alçados exteriores.

 

É nesta fase que vai precisar das licenças finais e Desenhos de Construção. É importante que tenha os acabamentos e acessórios seleccionados a esta altura, pois é aqui que vai ser fixado o orçamento do empreiteiro.

 

 

7º Passo: Pedir estimativas a empreiteiros.

 

Se não tiver ainda um empreiteiro com alvará a trabalhar no seu projecto, o passo seguinte é encontrar um que leve o projecto a bom porto. Recomendo aos meus clientes que obtenham estimativas de pelo menos três empreiteiros diferentes. A Zaask é o sítio ideal para obter várias propostas de orçamento para projectos de remodelação. Gosto também de fazer uma primeira revisão do projecto com os empreiteiros assim que os primeiros esboços estejam prontos para que me possam dar algumas estimativas por alto. Assim, fico a saber se estamos no caminho certo ou se precisamos de fazer cortes para não ultrapassar o orçamento.

 

Assim que tenha o empreiteiro que escolheu com base na experiência e preços, pode dar início ao trabalho. Entretanto, não se esqueça de que pode ter de se mudar de sua casa temporariamente. Há proprietários que preferem aguentar e tentar viver em casa durante as obras.  Se for este o seu caso, a preparação e organização vão ajudá-lo a manter a sanidade.

Remodelar a Cozinha (Parte I)

remodelação-cozinha

7 Passos para ajudar na remodelação da sua cozinha, desde a pesquisa de ideias de design à escolha do empreiteiro.

Decidiu remodelar a cozinha. E agora? Quando não sabem por onde começar, muitos proprietários optam por uma de várias opções. Alguns pesquisam electrodomésticos, enquanto outros coleccionam fotos inspiradoras; uns decidem que precisam de mais espaço e outros ainda só querem melhorar a cozinha que têm. É possível passar mais de um ano nesta fase exploratória antes de começar a consultar designers ou empreiteiros.

Pensou bastante e está pronto para dar luz verde ao seu projecto de remodelação. O que fazer de seguida? Vamos começar com os primeiros 7 passos na direcção certa -

1º Passo: Pense naquilo que precisa.

 

Neste passo deve pensar na forma como usa a sua cozinha e encontrar as características e disposição adequadas ao estilo de vida do seu agregado familiar. Vá buscar ideias ao maior número de recursos possível, incluindo os guias de remodelação da Houzz, fotografias, salões de exposição, livros, revistas e blogs.

 

Pense nas suas prioridades: quantas pessoas se vão reunir e cozinhar no espaço da cozinha? De que maneira vão precisar de se mover? Precisa de espaço adicional ou basta-lhe o traçado actual da sua cozinha?

 

Se ainda não começou a fazê-lo, comece a guardar fotos de cozinhas com características que se adeqúem ao seu estilo. Pode tornar a sua recolha atraente como um livro de recortes ou começar uma colecção de imagens sem organização aparente. Pessoalmente, prefiro a última opção pois gosto de primeiro guardar imagens aleatoriamente nas minhas pastas e livros de ideias e editá-los mais tarde.

 

2º Passo: Pesquisa e planeamento.

 

Pronto a dar luz verde ao projecto e mergulhar de cabeça? O melhor é começar por formular o chamado âmbito do projecto e calcular um orçamento preliminar.

 

Tenha em conta que ambos estão sujeitos a alterações, por isso não se sinta como se tivesse de acertar à primeira. Orçamento e âmbito estão interligados e é natural que mudem várias vezes ao longo do processo de desenho à medida que vai aprendendo a reconciliar o que quer com o que pode pagar. É normal que um proprietário não esteja ciente à partida de todos os custos envolvidos. Lembre-se de que este é um processo de aprendizagem.

 

3º Passo: Encontre os profissionais necessários.

 

Mesmo que se decida pelo método ‘faça você mesmo’, a não ser que vá construir os seus próprios armários e instalar a electricidade e canalizações, num dado momento vai ter de trabalhar com um profissional. Mesmo que seja apenas um aconselhamento breve com o seu vendedor para seleccionar e encomendar os electrodomésticos e armários, é algo que vai ter de planear.

 

Há proprietários que começam por visitar armazéns ou salões de exposição de armários onde podem ver tudo. Muitos pedem referências a amigos ou colegas de trabalho e começam por contratar um arquitecto ou designer. Ainda outros preferem trabalhar directamente com um empreiteiro ou construtor. Na Zaask estão listados profissionais de remodelação que podem ajudar com tudo, desde contratos e licenças ao planeamento do espaço, orçamentos, escolher acabamentos e acessórios, comprar e encomendar produtos, ajudar a montar uma cozinha temporária e mesmo gerir o seu projecto do início ao fim.

 

4º Passo: Esboços preliminares.

 

Esta fase inclui os esboços, o planeamento do espaço, plantas e cortes preliminares que mostrem a disposição e medidas dos armários. Pessoalmente, tento manter os meus clientes concentrados na disposição e planeamento do espaço apesar da tentação de falar do aspecto final da cozinha. Na minha experiência, ficar entusiasmado com a aparência demasiado cedo pode ser uma distracção nesta fase.

 

Adicionalmente, vai precisar de um plano para saber que materiais vão para onde, de quantos metros quadrados vai precisar e, finalmente, quanto tudo isto irá custar. Gosto de começar o processo de entrevista a empreiteiros bastante cedo e de lhes dar uma pasta de desenhos e um âmbito de projecto preliminares para podermos falar por alto de custos de construção. Ao mesmo tempo pode enviar alguns esboços a fornecedores e ir obtendo estimativas de preços para as suas primeiras escolhas de acabamentos e acessórios.